perus20192

 

 

turismolazer03

rmonos201901

pdm3

outrosplanos

estrategia 25

risco incendio

Cunha Simões

 

BIOGRAFIA

José Cunha Simões nasceu em Penamacor, a 12 de maio de 1935. Casado com Maria da Graça Salema Corte-Real, pai de Margarida Corte-Real Cunha Simões, Andreia Corte-Real Cunha Simões e Fernando José Corte- Real Cunha Simões. Licenciou-se em Filologia Românica na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Trabalhou no Colégio Bloco, em Sintra. Parte para Londres. Frequenta um curso de Medicina Natural com mestre Tchuan-Jie. Em Paris, faz estudos sobre Espiritismo e Ocultismo com a Madame Christine e Georges Guillaume. Trabalhou no Consulado de Portugal em Paris onde o Vice- Cônsul, Carvalho da Silva, lhe conta tudo sobre a ocupação Alemã e as ordens, secretas, que havia para ajudar os judeus.
Regressa a Portugal, trabalha no Turismo do Secretariado Nacional de Informação de onde saiu triste e zangado, tal como confessa no livro “Portugal, um País ingovernável”, págs. 33 e 34. Faz estágios nas Casas de Portugal em Londres e em Estocolmo.
Publica o seu segundo livro “Tu cá, tu lá” no auge do Salazarismo, em 1962, onde faz a defesa intransigente do trabalhador rural e insulta o Governo. Ninguém o incomoda. Só alguns (11) artigos, em jornais são cortados pelo lápis azul, mas ninguém o leva a tribunal. O mesmo não aconteceu depois do 25 de Abril, com o artigo “Atrás dos Militares”, citado algumas linhas abaixo.
Fala fluentemente inglês, francês, espanhol, italiano e alemão. Lê chinês, hebraico e russo. Tem conhecimentos de latim e grego.
Cunha Simões foi professor do ensino secundário na Escola de Santa Maria dos Olivais, em Tomar, Diretor dos jornais “Templário” e “A Província”. Foi Presidente da Sociedade Banda Republicana Marcial Nabantina e do Clube Tomarense. O primeiro, considerado o clube dos pobres, o segundo, o dos ricos.
Na Assembleia da República foi um Deputado controverso. Convidado pelo PPD, PS e CDS recusou integrar as listas para a Constituinte. No ano seguinte, perante a insistência do CDS, aceitou entrar como candidato independente em segundo lugar, em virtude de, nas eleições anteriores o CDS não ter conseguido nenhum Deputado por Santarém e assim evitar a política. É eleito. O CDS integra-o no Grupo Parlamentar, o que acarreta (ao CDS) vários dissabores. Cunha Simões é um independente nato, um humanista. Insurge-se várias vezes contra o caminho que o País está a seguir e as graves consequências que isso irá ter para o povo. Muitas vezes o vemos votar contra o próprio Partido. A sua entrada no Parlamento também não é pacífica, logo ao quinto dia, o Tribunal de Tomar pede a suspensão do mandato do Deputado para ser julgado por delito de Imprensa. Cunha Simões tinha escrito no “Templário” o artigo: “Atrás dos Militares” onde os avisava do caminho perigoso que o Golpe do 25 de Abril estava a tomar. Como resultado da sua frontalidade foi julgado, alguns anos depois.
Cunha Simões trabalhou ainda num Ministério. Foi assessor de diversas figuras públicas. É investigador no campo social; tem mais de cento e cinquenta obras publicadas, estando algumas esgotadas, mas que podem ser lidas, online, no site www.cunhasimoes.net.

 

 

BIBLIOGRAFIA

Crónicas da província intervenções parlamentares / José Cunha Simões. - Alcanena : A Província, D.L. 1993. - 208 p. ; 20 cm.

Doenças que as plantas curam e problemas que podemos evitar / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, 1995. - 126, [2] p.
ISBN 972-95374-1-0

Droga : pais, professores e governos são os culpados : recuperação e cura através de plantas medicinais / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, 1996. - 111, [1] p.
ISBN 972-95374-4-5

Entroncamento : o comboio, a terra e os homens / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, 2006. - 143 p. : il. ; 21 cm.
ISBN 972-8832-62-9  978-972-8832-62-9

História de Portugal : de 1097 a 1998  / José Cunha Simões. - [Alcanena : Edições Cunha Simões], D.L. 1998. - 176 p. ; 20 cm.
ISBN 972-95374-9-6

História de Portugal : de Afonso Henriques a Cavaco Silva / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, 2007. - 219, [5] p. : il. ; 20 cm.
ISBN 978-972-8832-67-4

cs 01

Judeus, Portugal : e os sentimentos / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, 2008. - 253, [1] p. : 2 p. il. ; 20 cm.
ISBN 978-972-8832-80-3

cs 02

Os milagres da esperança / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, D.L. 1987. - 103, [1] p. : il. ; 20 cm.
ISBN 972-98636-9-5

Os mistérios do Padre Miguel / Cunha Simões. - Alcanena : PRIMA, 1993. - 126, 129-130, [15] p. : il. ; 17 x 13 cm.

O nó : badaladas... / J. C. Sims. - Lisboa : [s.n.], [1961]. - 61, [2] p. ; 20 cm. - Data encontrada na versão online em www.cunhasimoes.net. Consultado no dia 08-02-06. - Cinco poemas têm Penamacor como referência; outras cidades: Guarda, Castelo Branco, Lisboa

Poemas e canções de amor para ti / José Cunha Simões. - Tomar : A Província, 1990. - 87, [4] p. ; 20 cm

Portugal : um país ingovernável? : segredos de bastidores / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, 2005. - 111 p. ; 21 cm.
ISBN 972-8832-39-7

A revolta e o homem / José Cunha Simões. - Tomar : [s.n., 1965]. - 44 p. ; 22 cm. - Data do prefácio, versão online www.cunhasimoes.net. Consultado no dia 08-02-06.

Salazar : vítima de ignorância / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, 2007. - 139, [5] p. : il. ; 20 cm.
ISBN 978-972-8832-68-1

cs 03

Somos deuses ligados a Deus / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, 2005. - 79 p. : il. ; 20 cm.
ISBN 972-8832-49-4

Vinhos medicinais / José Cunha Simões. - Alcanena : Edições Cunha Simões, 1996. - 77, [3] p. ; 18 cm.
ISBN 972-95374-2-9